INFORMATIVO CARAMUJO AFRICANO

E-mail Imprimir PDF

caramujo-0132024

A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, informa sobre o Caramujo Africano:

• Este animal não é originário do Brasil, ele foi trazido no final da década de 1980 do continente africano para substituir o 'scargot" na culinária.

• Não houve aceitação por parte dos consumidores, e os remanescentes foram jogados no meio ambiente ou utilizados como isca para pesca.

• Como a reprodução deste molusco é muito produtiva, cerca de 200 ovos por postura, a proliferação foi rápida, tanto no Paraná quanto no Brasil.

Impactos para a Saúde:

Existe a possibilidade da transmissão de um verme nematóide ao homem, o Angiostrongylus, causador da angiostrongilíase. Esta transmissão poderá ser através da ingestão do caramujo, pelo consumo de alimentos mal higienizados contaminados com o muco ou pelo próprio contato com o muco produzido pelo animal.

 

 

Medidas de controle:

■ Catação manual: A catação deve ser repetida com freqüência, sem interrupções ao longo do ano, e deve incluir áreas urbanas e agrícolas, sendo os melhores horários para a coleta pela manhã bem cedo ou ao final da tarde.

a) A captura deve ser realizada utilizando-se luvas de borracha ou sacos plásticos para a proteção das mãos.

b) Não comer, fumar ou beber durante o manuseio do caramujo.

c) Recolher também os ovos que permanecem semi-enterrados.

 d) Os caramujos e ovos recolhidos devem ser esmagados, cobertos com cal virgem e enterrados a fim de evitar a contaminação do lençol freático.

Esta medida de controle deve ser realizada apenas por técnicos capacitados da Vigilância Sanitária.

Informações Gerais 

Em caso de contato com o caramujo ou de contato com seu muco direto com a pele, basta lavar bem a área com água e sabão. 

Não jogar os caramujos vivos no lixo doméstico ou em qualquer outro lugar. 

Não utilizar o caramujo como isca de pesca. 

Sabe-se que os caramujos africanos têm preferência por alojar-se em quintais sujos com lixo orgânico e entulhos (madeiras, pedras, material de construção).

Não jogar os caramujos em coleções de água (rios, lagos, lagoas, córregos, açudes), pois eles sobrevivem 48h na água, e irão se proliferar em outros locais. 

Observa-se que após longos períodos chuvosos o aparecimento dos caramujos é mais evidente.

EM CASO DE AVISTAMENTO DO ANIMAL ENTRAR EM CONTATO COM A VIGILÂNCIA EM SAÚDE PELOS TELEFONES: 3906-1126 OU 3906-1122.

MAIS INFORMAÇÕES AQUI

 

Você está aqui:
Copyright © 2018 Prefeitura do Municipio de Rolandia. Todos os direitos reservados.
Designed by Wjr
<